CADASTRE-SE

Receba os nossos alertas por email:

Notícias

Rota das Bandeiras inicia nesta quarta-feira (29) obras da 2ª fase do prolongamento do anel viário Magalhães Teixeira (SP-083)

29.11.2017

A Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração do Corredor Dom Pedro de rodovias, inicia nesta quarta-feira, dia 29 de novembro, a obra da segunda fase do prolongamento do anel viário Magalhães Teixeira (SP-083). O trecho com 3,8 km de extensão irá conectar a rodovia dos Bandeirantes (SP-348) à Miguel Melhado Campos (SP-324).

 

A previsão da Concessionária é de que a obra seja concluída em janeiro de 2019. O investimento é de R$ 70,8 milhões e serão gerados 360 empregos. Somente pelo novo trecho da rodovia deverão circular, diariamente, 17 mil veículos.

 

O prolongamento do anel viário até a Miguel Melhado Campos consta no Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, gerenciado pela Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo). A definição do traçado foi discutida amplamente com a comunidade, em audiência e reunião pública. Com a construção do novo trecho, a rodovia passará a ter 22 km de extensão.

 

Outra novidade no anel viário, prevista para o início de dezembro, é o início da nova base do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), construída no km 15 da pista Sul (sentido Bandeirantes). Além de servir de área de descanso – o local contará com banheiros e fraldário -, a base permite ao usuário o acionamento remoto ao Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária. A presença de viaturas no local também irá tornar mais ágil o atendimento na rodovia. 

 

Primeira fase do prolongamento completa dois anos

A rodovia José Roberto Magalhães Teixeira foi inaugurada em 2001, pela Dersa, então responsável pelo trecho. A via, inicialmente com 12km, foi projetada para ser uma extensão da D. Pedro I e Anhanguera, concluindo um ‘anel’ rodoviário no entorno de Campinas e garantindo um acesso mais rápido e seguro a todas as regiões da cidade.

 

Em 2009, quando a Rota das Bandeiras assumiu o Corredor Dom Pedro de rodovias, o contrato de concessão já previa o prolongamento do anel viário até as imediações do Aeroporto Internacional de Viracopos. A primeira etapa do prolongamento, entre as rodovias Anhanguera e Bandeirantes, teve início em junho de 2013 foi concluída em dezembro/2015.

 

Após dois anos, o prolongamento ‘caiu no gosto’ do campineiro (e também de quem viaja pela região). Atualmente, somente pelo trecho entre a Anhanguera e Bandeirantes, circulam, em média, 50 mil motoristas diariamente. Em todo este período, foram 36 acidentes – média de 1,5 por mês – e apenas um acidente fatal, registrado em 2016.

Topo
  • compartilhe:
  • Compartilhar
Youtube Facebook Twitter