• Marginais da rodovia D. Pedro I

    Marginais da rodovia D. Pedro I

    As novas marginais da rodovia ampliam em 66% a capacidade de tráfego da D. Pedro I (SP-065) no trecho que corta área urbana de Campinas. A obra, que recebeu investimento total de R$ 186,8 milhões (base Julho/2020), custeados pela Concessionária, aumentou as faixas destinadas ao tráfego de seis para dez e separou o tráfego rodoviário do tráfego urbano, beneficiando diariamente cerca de 125 mil usuários.

    No total, o projeto contemplou 36,2 km de vias marginais, que vão desde o km 129, trevo da Leroy Merlin, até o km 145+500, entroncamento com a rodovia Anhanguera. 

    Além da implantação das pistas marginais, a Concessionária trabalhou na modernização dos Trevos. As principais intervenções executadas pela Rota das Bandeiras na região foram iniciadas em março de 2010 e, desde então, foi concluída a implantação do Trevo da Leroy Merlin, no km 129; e da alça de Sousas, no km 125+800. Além disso, a entrada do distrito de Barão Geraldo foi remodelada, com a criação de cinco novas alças e a elevação do trecho conhecido por Tapetão.

    Já em dezembro/2019, a Concessionária concluiu as obras de remodelação dos trevos Galleria (km 131) e Carrefour (km 133), além da recuperação e alargamento para implantação de acostamento no viaduto do Sam's Club (km 132), passagem inferior da Maria Fumaça e Ponte Anhumas.

    A última etapa concluída neste complexo pacote de intervenções foi a remodelação do Trevo dos Amarais, com dez alças independentes e o fim dos congestionamentos diários no local, entregue em dezembro/2020.

    Resta pendente apenas a liberação do trevo de acesso à rodovia Governador Adhemar de Barros (SP-340) - obra já concluída, cuja liberação aos motoristas está condicionada à execução de outras melhorias na região, sob responsabilidade de estabelecimento privado instalado no início da SP-340.

     

     

    Topo
    • compartilhe:
    • Compartilhar