• Atibaia

    > Eventos da Cidade
    > veja todos os eventos

    Atibaia

    Atibaia é um dos principais polos turísticos do Corredor Dom Pedro e, com simpáticas atrações e um agradável clima temperado seco e ar sempre limpo, é conhecida como a "Suíça Brasileira".

    Suas atrações agradam público de todas as idades e variam dos esportes radicais, como o voo livre, que pode ser praticado na Pedra Grande; a atrações mais tranquilas, como o Teleférico e a Carpalândia, belo recanto japonês que conta com um mini-zoológico, pedalinho, playground e loja de artesanato.

    A cidade ainda destaca-se pela variedade e beleza das flores que produz e pelo cultivo do morango, fruta-base para o preparo de deliciosos doces, bolos e tortas.

    Atrações turísticas

    Pedra Grande

    Acesso: Saída 65 da Rodovia Dom Pedro I

    Principal atração turística de Atibaia, especialmente para quem curte aventuras ou é um amante da natureza, a Pedra Grande destaca-se como ponto de encontro para os praticantes de voo livre e também pelas belezas naturais oferecidas a quem se aventura por suas trilhas.

    Outro atrativo da Pedra Grande é seu mirante que, com quase 1500 metros de altitude, permite visão privilegiada dos municípios de Bragança Paulista, Piracaia, Nazaré Paulista, Bom Jesus dos Perdões, Jundiaí e São Paulo.

    Para chegar até a Pedra Grande, o visitante deve acessar a saída 65 da Rodovia Dom Pedro I e, na sequência, seguir as placas indicativas por uma estrada de terra com 11 km de extensão que o levará ao cume da montanha.
     

    Lago do Major

    Endereço: Av. Lucas Nogueira Garcez, s/n°

    Um dos cartões-postais da cidade, o Lago do Major é um tradicional espaço de lazer e cultura de Atibaia. Conta com uma pista de cooper ao redor do lago, o balneário municipal e quadras poliesportivas. Também oferece uma área para a realização de shows e apresentações artísticas.

    O espaço, que foi batizado desta forma porque está localizado em frente à Escola Estadual "Major Juvenal Alvim", também abriga muitos bares e casas noturnas e é o ponto inicial da agitação na cidade.

    Teleférico

    Acesso: a partir do Lago do Major, ao lado do Balneário Municipal
    Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 12h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

    Inaugurado em 2008, o Teleférico oferece ao visitante um percurso com 550 metros de extensão, que faz a ligação entre o Lago do Major e a parte alta da cidade.

    Parque Edmundo Zanoni

    Endereço: Av. Horácio Neto, 1030 – Bairro da Loanda

    Uma das áreas de lazer mais tradicionais da cidade, o Parque Edmundo Zanoni ocupa a área do antigo Clube de Campo e homenageia um ex-prefeito de Atibaia.

    Em sua área com 38,7 mil m², o parque conta com um pavilhão para exposições que recebe a tradicional Festa das Flores e Morango no mês de setembro.

    Além disso, conta com o Museu de História Natural, playground e lanchonete. Tudo isso em meio a extensos gramados, bosques e um belo lago com patos e gansos.

    Parque das Águas

    Endereço: Av. Olavo Amorim Silveira, s/nº

    O Parque das Águas, antiga fonte do Rosário, dispõe de áreas de lazer e descanso com bosques de eucaliptos, viveiros de plantas, fonte, lago, lanchonete e playground. O local também abriga o Centro de Convivência da Terceira Idade.

    Carpalândia

    Endereço: Rodovia Fernão Dias, km 31

    Trata-se de um bonito recanto japonês onde o visitante pode apreciar carpas ornamentais das mais variadas cores e tamanhos. Além deste espetáculo, a Carpalândia conta com um mini-zoológico, pedalinho, playground e loja de artesanato, com destaque para as peças de cerâmica.

    Uma das principais atrações da Carpalândia é a "Festa da Sakura", celebrada anualmente durante o mês de agosto. Nela o visitante pode conferir a impressionante beleza de 1000 pés de cerejeiras floridas.

    Na cultura japonesa, a flor da cerejeira é tida como a "flor da felicidade". Há cerca de 200 espécies diferentes de cerejeira, das cores mais variadas, que vão do vermelho ao branco.

    Represa da Usina

    Endereço: Rodovia Dom Pedro I, km 76

    Construída no início do século XX para a geração de energia elétrica a partir das águas do Rio Atibaia, a usina foi a principal fonte de abastecimento para as cidades de Atibaia e Jarinu até a década de 60.

    Desde então, a usina foi sendo gradativamente desativada até se transformar no principal ponto para a prática de esportes náuticos da região.

    Hoje, a Represa da Usina conta com quiosques, quadras de areia, lanchonetes, churrasqueiras, playground e um museu com peças da antiga usina hidrelétrica desativada em 1969. Além disso, os vários restaurantes e bares instalados às margens da represa proporcionam agradáveis momentos de lazer e descontração aos visitantes.

    Localizada em uma área de proteção ambiental, a Represa da Usina também permite que o visitante desfrute de uma belíssima paisagem, com grande variedade de espécies vegetais e animais silvestres.

    Principais acessos

    As principais estradas de acesso a Atibaia são:

    Rodovia Dom Pedro I (SP-065) Na pista norte (sentido Campinas): km 68, 72 ou 74B
    Na pista sul (sentido Jacareí): km 68, 72 ou 74A

    Rodovia Fernão Dias (BR-381)

    Histórico: A longa transformação da rota dos bandeirantes na "Suíça brasileira"

    Os bandeirantes do século XVII têm ligação direta com a fundação de Atibaia, pois, na busca por novas terras e minerais preciosos, ajudaram a desbravar os caminhos que levavam ao atual município, localizado em uma região de serras.

    A maioria dessas expedições partia de São Paulo e tinha Minas Gerais como principal rota. Como as viagens eram extremamente longas e cansativas, algumas paradas para descanso e abastecimento foram criadas ao longo do trajeto e a primeira delas foi instituída onde hoje se encontra Atibaia.

    As origens da cidade datam de 24 de junho de 1665, quando o bandeirante Jerônimo de Camargo fundou uma fazenda de gado e, no alto da colina, construiu uma capela sob proteção de São João Batista. Nesta mesma época, o padre Mateus Nunes de Siqueira chegou ao sertão com um grupo de índios catequizados e instalou-se ao lado da fazenda, formando um povoado.

    O pequeno povoado desenvolveu-se lentamente até alcançar a condição de município em 1864. Foi batizado São João de Atibaia e, a partir de 1905, passou a ser conhecido exclusivamente por Atibaia.

    A cidade que no passado abrigou os bandeirantes hoje se destaca pelo grande número de turistas que recebe. Gente de todo o país, à procura de uma cidade charmosa e repleta de simpáticas atrações, com clima temperado seco e ar sempre limpo, características que lhe tornaram conhecida como "Suíça brasileira".

    Saiba mais

    Área: 478 km²
    População: 126.614 habitantes
    Quem nasce em Atibaia é: atibaiano
    Principais atividades econômicas: indústria, comércio, serviços e turismo
    Data de aniversário da cidade: 24 de junho

    Prefeito: Saulo Pedroso de Souza (PSD)
    Vice-prefeito: Emil Ono (PTB)
    Presidente da Câmara: Roberta Engle Barsotti de Souza (DEM)
    Topo
    • compartilhe:
    • Compartilhar